terça-feira, 9 de abril de 2019

Ah... Arianos!


Hoje é dia dois de abril, e é sempre do mesmo jeito, vai se aproximando a data do meu aniversário e eu sinto um misto muito grande de sentimentos. Nesta fase os entendidos de astrologia dizem que até chegar o dia do aniversário a pessoa está vivendo o inferno astral. Eu acredito muito em Deus, mas que acontecem coisas muito estranhas acontecem sim! Muitas situações inexplicáveis, claro que cada ano tem sua peculiaridade, às vezes, está tudo bem ou mais ou menos, como também xôxo, sem graça e também dependendo das circunstâncias, bem ruinzinho. Do nada você toma umas porradas, é uma decepção, desilusão vindo de onde menos se espera. Tento não demonstrar e aos trancos e barrancos vou levando a vida com a seguinte convicção: tenho muito mais a agradecer, porque nem tudo está desfavorável... eu olho ao meu redor e vejo uma família que me ama, alguns amigos que são presentes de Deus e uma vida muito bem vivida... Então, fazer aniversário é muito bom! Aí, desde o primeiro dia de abril, eu começo anunciar para todo mundo que estou fazendo aniversário e olha que o meu dia é 13!  Kkk, adoro receber parabéns, ganhar presentes, qualquer lembrancinha me deixa muito feliz! Mas, gosto muito quando alguém pergunta quantos anos você está fazendo? E logo em seguida vem a frase já esperada, “nossa mas não parece”, rsrs, aí eu adoro! Mesmo com os cabelos totalmente brancos e sinais que não dão pra esconder e nem eu estou preocupado em esconder nada na minha vida. Quando chegamos a uma certa idade e concluímos que já vivemos mais anos que vamos viver é bobagem ficar esquentando com qualquer coisa. Primeiro que não precisamos mais dar satisfação a ninguém, apenas trocar gentilezas e ter dignidade, podemos falar o que bem entendemos, nos reservando o bom senso e educação que fazem parte da civilidade. Detesto gente velha, grossa, estupida, rabugenta e mau humorada.  Já não dá mais tempo pra mudar o mundo e nem de consertar pessoas, por isso, dizem que ficamos cadê vez mais seletivos. É óbvio que o tempo passa pra todo mundo e não poupa ninguém. Eu sou a favor de todas as opções que existem, quer na estética e na postura. Avida é uma escolha, tudo é uma questão de atitude, o mais importante é dominar nossa natureza e tentarmos ser cada vez mais leves. Com o passar do tempo tudo vai se transformando no físico, na mente e no coração, a convivência com as pessoas torna-se mais real, tudo fica muito nítido. Há quem ache que está nos enganando, só que aprendemos a ver além dos olhos e sentir pela intuição e só erramos quando não ouvimos nossos corações. Fala-se da melhor idade. Acho que essa história de melhor é melhor porque estar vivo e velho é melhor que está novo e morto! rsrsrs
Bem, eu acredito muito no que emanamos e o retorno vem. Obvio que também existem forças que muitas vezes nos pega desprevenidos ou fazemos por merecer por nos doarmos sem reservas, aí somos vítimas de gente que está carregada do pior sentimento que existe que é a inveja. E tem aquelas que não conseguem viver sem a mentira, o engano, a trapaça, e no pacote vem, arrogância, prepotência e dissimulação, mais parece traços da psicopatia. Não estão nem aí em cumprir com a palavra empenhada, não se incomodam em arruinar o outro. Gente que até parece não saber que esta te prejudicando, ferindo, magoando e vai igual a um rolo compressor esmagando pessoas... Cruz credo! Coitadas! Não sabem que existe a Lei do Retorno, como diz o velho ditado “aqui se faz aqui se paga”. Eu gosto mesmo é de um provérbio chinês que diz “Sente à beira de um rio, desfrute da natureza, mas não se assuste se o cadáver do seu inimigo passar, ele demora mas um dia passa! Quá quá quá, que mórbido! rsrsrs Eu hein... Mas, que nada... As pessoas de uma forma geral deviam entender que o maior segredo da vida é o perdão, a gratidão e o amor ao próximo! O resto, Deus cuida!

terça-feira, 26 de março de 2019

A Nossa História!


Cuide da sua história, cuide da sua essência cuide do que é realmente seu ! O arrependimento não resolve e a saudade, ahhh essa vai ser uma companheira a vida toda!
Se você ama alguém e não se doa com sentimento puro de ternura sem obrigação a quem te fez, quem te criou, você não sabe o que é amor. Existe uma diferença muito grande entre paixão e amor.
Um dia a gente chega aqui mas ninguém nunca vem sozinho. Somos resultado de uma soma de três: um homem, uma mulher e a vontade de Deus. Em muitos casos nascemos acompanhados amparados pelos três. Claro que existem casos que fogem à normalidade, inclusive os bizarros.
Meu mais profundo respeito e admiração aos adotados, às famílias alternativas ao Amor e é isso que realmente interessa.
Somos protagonistas da história que é o conto mais ligeiro do homem, é o que fica na Lápide “Nasceu em (data) faleceu em (data)”. Só muda os atores. É o teatro da vida que se repete por séculos e séculos, esse é o grande legado de todos.
Quanto tempo vamos viver ninguém sabe, só Ele. Costumo dizer que só temos duas alternativas: ficamos velhos ou morremos novos! 
Quando chega a hora da partida... aí vamos sozinhos, para um lugar onde ninguém quer ir por causa da incerteza do desconhecido. Há muitas filosofias, religiões, seitas e até mesmo a ciência que tenta, de alguma maneira, explicar dando um norte a essa trajetória mas, isso acontece quando tentamos fugir ou subestimar o projeto eterno que é muito simples. O homem gosta do complicado, de desvendar mistérios e com estudos e conjecturas místicas inventam outras histórias que no fim a explicação é o óbvio “O Alfa o Ômega“. O fato é que, na maioria dos casos, vamos envelhecendo nos tornando celetistas, sem ídolos e sem dever muitas explicações. Nos isolando ou sendo isolados pela incompreensão, valores, descaso e acúmulos de carga, peso, que nos impõe às costas. E o pior é que vem acompanhado de incompreensão, falta de respeito, carinho e amor. 
Gosto de escrever sobre coisas engraçadas, sempre coloco uma boa dosagem de humor no que abordo. Mas tem assuntos que nos leva a reflexões. E esse é um deles!

domingo, 17 de março de 2019

O verão já está quase indo embora. O sol vai sumindo e as águas de março vão chegando.

Mas, essa estação é maravilhosa mesmo! As praias lotadas, o mar fica ainda mais lindo! Tudo mais colorido â luz natural do astro Rei que impera. Mas, meu Deus! Às 5 da manhã o sol já estava como quem vem pra tocar terror. Amanhece muito cedo nessa época e faz tudo brilhar, as pessoas ficam mais vigorosas, mais animadas. Muito bom pra quem está de férias. Aí as opções são muitas. Como temos um litoral privilegiado, quem mora perto da praia, mesmo com todos os compromissos, sempre dá um jeito para um mergulho cedinho ou na hora do almoço. Alguns, até depois do trabalho, ali pelas 18h ou mais um pouquinho, porque o calor, ah... o calor, ainda está insuportável. E para quem tem que ralar, usar roupas convencionais ou uniformes para o mercado de trabalho não é mole. Se não tem carro é complicado, mas, não é fácil pra todo mundo, como estacionar o carro, vaga é uma raridade. Atravessar uma avenida, ir ao banco, super mercado, farmácia etc, caminhar até o escritório, repartição pública, comércio, as pessoas sempre chegam pingando de suor. 

Esse calorão atormenta muitas pessoas a ficarem irritadas e o pavio fica mais curto. Tem que ficar ligado e tirar tudo por menos, porque a violência também sobressai. O sol está tão atrevido que até às 19h eu olhava da minha varanda e via gente na praia ali em frente, na guardaria da Curva da Jurema. O povo é muito animado! Kkkk. Vitória carregou a fama por muitos anos que de dia o sol pode chegar a quarenta graus, que a noite é fresquinha. Eu falo todos os dias que abençoado seja Wilder Carrier inventor do ar refrigerado, no final do mês a gente urra porque a energia elétrica tira o couro, mas, fazer o que? Bem, temos que trabalhar e pagar as contas que não tiram férias, nem dão um tempo e é uma atrás da outra. kkkk. 

Mas, como a noite não é uma criança, o jeito é tirar pelo menos um dia da semana e seguir os mais antenados, afinal, a cidade está repleta de opções. Vitória agrada muito nessa fase do ano e há gosto para todos. Em cada metro quadrado da para se divertir, espairecer e recarregar as energias. Empresários com mania inventiva de entretenimento e lazer criam espaços sofisticados de bom gosto e qualidade de serviço, atendimento e ambientação. Como o Cosmô do Marcelo Netto, que às sextas-feiras tem DJ de fama nacional trazendo o que há de melhor da música eletrônica e os remixes mais famosos do mundo. Para quem quer música de qualidade ao vivo, dançar em um lugar todo projetado com o cunho de um Pub Dance, onde você mesmo se serve das mais variadas marcas de cerveja e os drinks elaborado por expert barman, uma boa opção é o Pub 426 do Juliano Gonçalves com os sócios Rafael Buaiz, Saulo Simonassi e Cesar Leite. Enquanto a banda “SOUDA” rasgava no Soul Pop Music, a calçada estava repleta de gente bonita e a noite super agradável. Para quem quer sair sem nada programado e “seja o que Deus quiser” é só ir para o Triângulo das Bermudas, também na Praia do Canto. Porque tem varias opções. Lugar bom pra dar umas paqueradas, vários bares, restaurantes, boates e muita gente bonita pelas ruas. Só não fica bem quem não quer. Agora, se o negócio é uma noitada underground, vá para Rua da Lama. Ali tem uma avenida que é um mar de gente e bares dos dois lados. Só em se sentar em um deles, tomar uma gelada e ver o povo já é muito divertido. E tem a Bolt que é uma boate que faz sempre programações iradas e o seu público depende do evento, no geral, fica lotada de gente muito interessante. 

Agora, quem tem um público certo são os bares de especialidade em comidinhas de boteco. Por exemplo, o Atlântico em Bento Ferreira, além das delícias é um lugar super agradável e tem sempre uma musiquinha ao vivo de muito boa qualidade. Na Praia do Canto, com um público cativo, temos o Bar do Jair que é frequentado por celebridades da sociedade capixaba. Já em Jardim da Penha tem o Pezão, que é uma loucura de tanta gente! Como eu adoro torresmo, é lá que tem o melhor! kkk! O Baleia me falou do Calipe que é muito bom... É claro que tem trocentos outros! Quando se está escrevendo, vai-se citando o que vem à memória no momento. Enfim, só não se diverte quem não quer. Se você quer ver as coisas acontecerem, vá pra rua! Porque quem não sai de casa fica com síndrome de barata, traça, cupim e etc! kkk Bjo...  Fui!!!

quarta-feira, 6 de março de 2019

Tive o melhor carnaval que poderia ter!

Claro que no geral as pessoas dizem... ah... mas, se fosse assim ou assado, se eu estivesse ido pra lá ou pra cá... Gente, como diz o poeta, “O melhor lugar é aqui e agora!” 
Temos que aprender a usufruir da melhor maneira possível do que tiver a mão. 

Eu fui no melhor evento de carnaval do Espírito Santo que foi o Baile Secreto, produzido por Luciana Almeida e Maria Sanz Martins. Casa lotada, um clima pra lá de pra cima, com melhor da ambientação carnavalesca onde cada pessoa fazia parte de um todo, envolvidos pela boa música, fantasias bem humoradas, outras chiquezinhas, algumas temáticas e muitas caracterizações. Um serviço de bar bacana e o melhor “ZERO DE BAIXO ASTRAL”, ou seja, nem uma confusão, não tinha nada exagerado de segurança, tudo no ponto. Aliás, essa festa tem tudo para virar o grande baile pré-carnaval de Vitória!

Depois disso na TV
Vi a entrega do Oscar, que já não faz mais sentido tecer comentários porque todo meio de comunicação do mundo já espremeu ao máximo. Mesmo assim, não me canso de dizer que é o evento que para o planeta que curte cinema, e não tem como negar, cultura geral tem essa faceta, muito legal ver um bom filme, fazer todas suas considerações e depois vê-lo ganhar uma ou várias estatuetas pelas modalidades! E também tem a emoção ao vivo dos atores, roteiristas, diretores, trilha sonora etc e etc, que brilham de forma diferente porque ali eles não estão representando!

Ainda pela TV...
Como em Vitória temos o carnaval de escolas de samba antecipado dos dias oficiais do carnaval, assistir aos desfiles dá para observar os detalhes de cada escola. Me deixou muito bem impressionado com a evolução. Este ano todas estavam muito bem, organizadas, trabalhos que deram um efeito fantástico na avenida, comunidades muito empolgadas com suas escolas e agremiações. Vale a pena ir para o Sambão do Povo ver o espetáculo que nossas escolas nos tem proporcionado. O resultado é arquibancadas lotadas torcendo, o povo com o samba enredo na ponta da língua na maior alegria, fantasias de destaques maravilhosas, baterias de arrepiar, mulheres de corpos esculturais como rainhas de baterias, carros alegóricos fantásticos e os camarotes que em qualquer lugar de qualquer evento fazendo um show à parte. Todos no sambódromo também fizeram seu papel civilizado, nada de confusão nem um registro de acidente ou briga com vítimas, isso é muito legal. Penso que a prefeitura já pode aumentar o número de camarotes, ouvi muita gente dizer que não foi porque não tinha mais como comprar porque acabaram muito rápido, outras pessoas reclamaram que o preço estava um pouco salgado ... tendo mais camarotes o preço poderá cair, né mesmo? 
Bem, meu filho aniversaria dia 2 de março que esse ano foi em pleno carnaval, então, fomos intimados com o convite mais que doce e querido de sua namorada, a linda Isadora Baioco, que junto com sua família prepararam uma belíssima festa surpresa para Rohan no balneário de Putiri, município de Aracruz, onde eles têm uma confortável casa de praia que costumeiramente reúnem irmãos, cunhados, sobrinhos e amigos muito chegados, sem contar com a presença inteligente e agradável de vovó Eda Baioco. Aí o dia como a noite ficam pequenos de tanto envolvimento, diversão, comilança, praia da melhor qualidade e neste caso, a folia. Todos se fantasiam e vão curtir o carnaval de rua que é muito engraçado com blocos de gente de todas as idades, mas, a maioria dos homens vestidos de mulher e mulheres vestidas de fantasias que as tornam ainda mais bonitas. O clima é de descontração e despretensão, beira de praia e gente bonita animada por bandinhas e figuraças muito engraçadas. Tudo muito tranquilo. De volta à casa, é hora de bate papos regados a cerveja geladinha, drinks, petiscos, baralho e os mimos dos anfitriões Mônica e Gibison Bartholomeu, os melhores na arte do bem receber. A festa se estendeu até a terça feira, dia 05/03, onde nesse meio tempo pelas madrugadas podemos ver as escolas de samba do Rio de Janeiro e também o carnaval de rua ao redor do Brasil, o que ao me ver teve também uma grande evolução. 
Em Belo Horizonte o povo em massa na rua com blocos super organizados, com temas bem humorados, históricos o que exigia a elaboração das fantasias. Vestiam de personagens para curtirem o melhor do carnaval. Os foliões carreira solo também capricharam nas fantasias e davam um espetáculo à parte. Tudo somou para se ver com prazer o povo alegre e feliz por poder passar uma mensagem de esperança, entusiasmo e otimismo para um novo ano que nesse país começa depois do carnaval. 

Em São Paulo o público que aprecia o carnaval de rua triplicou. O povo hoje se divide em aqueles que querem se divertir dentro de um bloco organizado com um certo glamour, tem os que investem numa produção e vão lindamente para as ruas e seja o que Deus quiser e tem o grande público que fantasiado ou não, vão curtir aplaudir, dançar, sozinhos, acompanhados com seus amores independente de opção sexual é hora de soltar as frangas e os frangos etc,etc  O melhor é que nessa mistura de tudo tem aqueles que levam a família inteira para se divertirem, extravasarem e refrescarem a cabeça nesses três dias de folia.  

O Rio de Janeiro que está marcado pela violência não se sabe que onda de energia é essa que o número de gente nas ruas foi o dobro do ano passado. As pessoas soltas fantasiadas nas ruas, com aspecto diferente do dia-dia, muita alegria e diversão. Um povo que sabe que carnaval do Rio de Janeiro é cultural, é internacional, é incondicional para o carioca que está acostumado a contagiar o mundo com esse evento neste ano teve também algo diferente para não darem confiança a baixo astral.

Aqui em Vitória, multidões lotaram as avenidas à Beira Mar com blocos bem organizados como o bloco Bekoo das Pretas e o Bloco das Meninas fizeram bonito nas avenidas. Para a cidade que teve um carnaval considerado o melhor de muitos anos, a Jerônimo Monteiro, que é o lugar consagrado a centenas de anos como o desfile de blocos de rua com bandinhas e acompanhamento de músicos, deixou também registrado um excelente carnaval nas Praças 8 e Costa Pereira, Rua Graciano Neves, principalmente Rua Sete e outras, deram verdadeiros shows com figuras do mundo das artes capixaba, composto por atores, pintores, bailarinos, cantores, passistas, transformistas etc, etc e etc. Muitos turistas se encantaram com a beleza do Espírito Santo, de Vitória, da cidade histórica e da evolução do carnaval, que promete junto à Prefeitura, Secretaria de Segurança e Governo do Estado uma festa de Paz, Alegria e descontração para o nosso povo capixaba, brasileiro e de todo lugar do mundo que aqui vêm para esses dias de alegria. Até o próximo ano!


P.S.

Gente, eu não estou falando que não houve confusão, briga quebra quebra. Claro que aconteceu, como no bloco da Ludmilla e em outros pontos na região metropolitana do Rio de Janeiro, em Brasília, assim como em outras cidades e em outros estados. Infelizmente, também houve no centro histórico de Vitória no último dia, já completamente fora da programação, mas, o que não queremos é valorizar a notícia ruim porque o número de acertos e o número de gente nas ruas  do Brasil inteiro foi infinitamente maior que o ano passado .

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

A propósito, vamos nos conhecer?

Olá, quero lhe contar um pouco sobre mim. Quem sabe não temos algo em comum? Na minha vida aprendi a não cultivar o desprezo, a não valorizar a indiferença e nem me aborrecer se pensam de mim coisas que não me agradam, o meu largo sorriso ilumina contagia domina o mau humor das pessoas tristes, rancorosas infelizes rançosas e amarguradas. O meu aperto de mão o meu abraço o beijo na face, cura e dá alegria. Anima corações amargurados! Gosto de pensar assim. Quem não aceita meu pedido de desculpas, quem me vira as costas, quem, que por qualquer coisa, sai da minha vida, só me faz concluir que ninguém perde o que não tem. Temos que aprender a desapegar, há espaços ocupados pela inércia impedindo a ocupação de energias boas só por serem novas .
Tenho as mãos, o coração e pele quente como quem está vivo,  solícito e a cada instante aprendendo, exercitando e adquirindo o hábito  da generosidade. Ao meu redor tudo pode ser muito importante como nada também! Mas entendo que o lugar o tempo e o momento mais importante da minha vida é onde estou. Não quero ser arrogante, prepotente, presunçoso  apenas quero a verdade a boa dosagem de tudo é o que difere o remédio do veneno. Não me mato por nada, tenho horror a gente morta que não ri não dança, que não sonha não fantasia que não debocha... os mortos não louvam...não peguei para mim a missão ou a obrigação de curar o mundo. Apenas aprendi que o melhor pra mim é enxergar nas pessoas suas qualidades as que muitas vezes não tenho mas sei que posso trocar, adicionar, dividir pra multiplicar ou apenas refletir como num espelho ou refletir no pensar e extrair o melhor da vida isso é uma alegria!
Não ando procurando pessoas assim ou assadas. Aliás, a lei da atração é o que você emana para o universo e por consequência, as situações e as pessoas surgem.
Ah, quem se  acha muito importante então, pensa que esta sendo bem tratada ou bem recepcionada por ser  a grande, magestosa, kkkkk... pobrecitos.., eu trato  as pessoas como eu gostaria de ser tratado seja lá quem for para que tenham  a mesma generosidade comigo e minha família, sempre dei atenção a todos igualmente independente do sobrenome, fama, beleza ou posses. Na minha vida  fica quem me traz paz de espírito. Como pessoa pública me dou bem com todo mundo, quem não gosta, "paciência" , não sou de fazer nenhum esforço pra mudar isso.  Por exemplo ioga e ficar uma eternidade na mesma posição, com qualquer intuito de agradar ninguém! Me dá câimbra só em pensar... Kkkk... Claro que tudo é uma questão de dedicação e objetivo mas, prefiro o dia a dia segundo a segundo sendo natural, gosto de nadar e fazer exercício. Não faço nenhuma dieta, como de tudo, costumo dizer que o melhor tempero é a fome, se poder escolher ou se eu poder pagar por um bom restaurante, ótimo! Mas, se tiver de ser, fico bem feliz com um ovo frito  acompanhado com a primeira camada do arroz feitinho na hora. Uma coisa que eu não abro não, é de estar sempre cheiroso, gosto de bons perfumes, gosto de boas grifes. Desde muito cedo aprendi a apreciar o que é bom  mas, acredito muito é no bom senso e bom gosto. Criei meus filhos ouvindo boa música, estimulando-os a lerem bons livros, a gostarem de teatro e cinema. O resto, eles adquiriram percebendo que nada cai do céu e que cada um tem sua própria responsabilidade, nunca com nenhum deles foi preciso que nem eu e nem minha mulher Andrea nos sentarmos  para que fizesse o dever de casa! Nem mesmo qualquer tarefa que fossem da responsabilidade deles. Nunca os obrigamos a estudar, nunca levaram umas surra! Só com um olhar reprovador e eles tratavam rapidinho de se corrigirem. Adoramos estar juntos e essa é a vida que escolhi! Costumo dizer que até aqui o SENHOR nos guardou e nos abençoou. E termino o primeiro texto deste espaço, apresentando minha vida, meus filhos, minha mulher e eu mesmo! Muito prazer, eu sou Nahor Bastos!